Actualmente, palavras como «Minimalismo» e «Desperdício Zero» já fazem parte da nossa vida, quer porque as implementámos ou porque nos aparecem constantemente nas redes sociais e livrarias. E ainda bem.

Desde pequena que me preocupo com o ambiente, lembro-me que quando se começou a ouvir falar do aquecimento global, fiquei bastante angustiada e questionava constantemente a minha professora de ciências, sobre o futuro do planeta. Depois comecei a ver documentários sobre o tema e lembro-me que fiquei particularmente chocada e preocupada com o «An Inconvenient Truth» (se não viste aconselho).

Apesar de tentar minimizar o meu desperdício, só quando fui morar sozinha é que me tornei mais consciente e tomei medidas, para além da reciclagem. É verdade que ainda não tenho uma vida marcada pelo «desperdício zero», apesar de admirar bastante quem o faça. Imaginar que é possível colocar num frasco todo o lixo produzido durante um ano, é uma ideia que me motiva bastante e cada ano que passa, para lá caminho. Contudo, ainda não é uma realidade para mim – não compro tudo a granel, não faço compostagem, ainda não faço todos os meus produtos de cosmética e afins – o que não invalida todas as mudanças que fiz na minha vida até agora.

Posso confessar que antigamente, não passava uma semana sem ir às compras de roupa, gastava sacos e sacos de plástico e todos os dias, comprava uma garrafa de água de plástico. No fundo, comprava roupa que não precisava, porque nunca estava satisfeita, e a quantidade de plástico que deitava fora por ano era estupidamente grande. De que me valia estar tão preocupada com o ambiente, quando as minhas acções diziam o contrário?

Como tal, chegou uma altura em que disse: Chega. Estava a ser hipócrita comigo mesma e tinha de assumir responsabilidades perante o nosso planeta, que precisa tanto de nós neste momento, pelo mal que lhe temos feito nas últimas décadas.

Como tal, neste post partilho contigo apenas 5 dicas, que fazem toda a diferença, por um mundo melhor!

1-Deixa de comprar garrafas de água.

Vamos pensar… Quantas garrafas de plástico é que se desperdiça no mundo, por dia?

O jornal «The Guardian», revelou que até 2021, o consumo anual de garrafas será aproximadamente meio trilhão de unidades. Segundo o mesmo, são compradas actualmente, um milhão de garrafas de água por minuto! (Lê o artigo AQUI). É ou não é assustador? Ainda mais, se pensarmos que é tão fácil reduzir estes números. Apenas precisamos de comprar uma garrafa reutilizável… de preferência sem plástico.

Já tinha partilhado várias vezes e quem me segue com regularidade nas redes sociais, sabe que ando sempre com a minha garrafa da Clima Bottle atrás. Gosto muito, não só pelo design, mas porque são térmicas e a água não aquece ao longo do dia – vê AQUI

2-Troca os sacos de plástico por sacos de pano.

No que toca aos sacos de plástico, o consumo destes não deve ficar atrás. No meu caso, tento andar sempre com um saco de pano comigo, quando sei que provavelmente vou às compras. Hoje em dia já existe uma oferta variada de sacos de pano, de todos os tamanhos e para todos os gostos.

Neste caso, gosto muito de uns que adquiri na pegada verde também, que são mais pequenos que os sacos de pano habituais, e dão muito jeito para a fruta e legumes.- vê AQUI

3- Evita os recipientes descartáveis.

Outro desperdício muito fácil de evitar, são os recipientes descartáveis, sejam pratos, caixas e sacos de plástico, recipientes para o café ou chá, ou mesmo a película aderente – que embora não seja um recipiente, serve para selar um.

No caso do café, mesmo para quem trabalha em escritório, ao lado de uma máquina de café maravilhosa, e deita fora vários copos de plástico por semana, há solução!

A KeepCup tem recipientes giríssimos reutilizáveis, de todos os tamanhos, e posso dizer que é um gosto levar a minha bebida vegetal com café nos transportes, a caminho da faculdade, sem prejudicar o ambiente. – vê AQUI

Também existe um opção para substituir a película aderente, uma alternativa sustentável, reutilizável e natural, para o armazenamento de alimentos, feita de cera de abelha, algodão orgânico, óleo de jojoba orgânico e resina de árvore. – vê AQUI

Para os snacks como sandes, bolos, barrinhas caseiras etc, também já existe solução –  vê AQUI

4-Pensos higiénicos e tampões? Nunca mais…

Este é para as meninas. Bem sei que é um tema quase tabu e que gera muitas questões e ansiedades. Prometo que um dia, esta solução, terá um post exclusivamente dedicado a ela, com todas as vossas dúvidas. Falo claro, do copo menstrual.

Posso dizer que já utilizo à cerca de um ano e adoro. Acho muito mais higiénico, económico e sem dúvida, amigo do ambiente. Neste momento utilizo este. – vê AQUI

5- Reutiliza sempre que conseguires.

Falo de frascos, caixas, roupa velha e garrafas de vidro por exemplo. Tanto para colocares produtos que compres a granel, quer para decoração e arrumação.

Em Portugal, felizmente já existem plataformas e lojas amigas do ambiente, que lutam por um mundo mais verde e sustentável. Temos o exemplo da plataforma online Pegada Verde, que já conta com uma gama variada de produtos para todos os gostos, oferecendo opções que tornam a nossa decisão de reduzirmos o nosso desperdício, tão fácil.

Por aqui, para além das dicas que falo, preocupo-me em reduzir os químicos que contaminam o nosso ambiente, compro local e orgânico sempre que possível, utilizo escovas de dentes de bambu e sem plástico e o ano passado já comecei a comprar algumas coisas a granel, apesar de ser um dos aspectos que ainda não consegui implementar na sua totalidade.

Dou o meu exemplo, que não é de todo perfeito, para mostrar que toda a gente consegue diminuir o seu desperdício, tomar decisões mais conscientes e viver de forma mais sustentável. Como também, o facto de não se levar ao extremo este movimento de Zero Desperdício, não é desculpa para não se implementar algumas mudanças – sejam pequenas ou grandes – que aos poucos, ajudam a salvar o nosso planeta.

Aqui fica o desafio… 

Este é o ano?

Filipa

*Partilha comigo as tuas escolhas e mudanças, terei o maior gosto em acompanhar e ajudar naquilo que conseguir!